Boteco Móvel











Para aumentar o tamanho da fonte tecle ' Ctrl ' e ' + ' juntos






Acompanhe o Boteco Móvel por  email

Coloque o seu endereço de e-mail:

Delivered by FeedBurner







Cartas à @lu_vaz





Cartas à  @lu_vaz
Minha amada amiga Luciana Vaz sempre me incentivou a publicar aqui no blog as historinhas que eventualmente incluo nos e-mails que envio a ela. Sempre me comportei de maneira reticenciosa com relação a isso, me fingia de morto. Sentia um pudor exagerado em me expor, já que as minhas pequenas crônicas são sempre escritas na primeira pessoa e baseadas em acontecimentos reais em torno do Boteco Móvel.

Mas hoje acordei meio diferente e sem conseguir entender o motivo para tanto pudor. E de repente me ocorreu : se uma escritora da qualidade da @lu_vaz garante que minha narrativa vai agradar aos leitores,quem sou eu para contrariá-la ?


Abaixo , um exemplo, um trecho de um destes e-mails :


Tô trabalhando bastante sim. O Boteco Móvel tá faturando muito e eu estou cada vez melhor na fita. A ação de web-marketing que fiz utilizando o Orkut e o blog, vez ou outra causa comentários do tipo "Olha ! é ele quem é dono daquela Comunidade". É difícil mensurar, mas é evidente que a minha ousadia cibernética conta pontos na cabeça da moçada e ajuda a engrossar o faturamento.

É lógico que tudo só funciona a contento devido à minha incontestável exuberância pessoal. Os meus clientes dizem que tenho um magnetismo que atrai as pessoas - essa atração nada tem à ver com os meus preços baixíssimos , lógico , hehe - .

Nesse FDS próximo passado, por exemplo , uma cliente ,com 24 ou 25 anos de idade e com adjetivos visivelmente afrodisíacos , me disse que estava passando de busão e não resistiu, teve que descer exclusivamente para  me ver. Continuou a me lisonjear enquanto bebericava um copão de batida de maracujá. Rapidamente outros clientes foram surgindo e repentinamente me vi cercado por uma massa tumultuosa predominantemente masculina. Em poucos minutos a turba se desfez, ainda em tempo de me permitir ver a minha ardorosa fã ressurgir de um canto escuro abraçada com um rapaz que ela havia conhecido naquele lapso de poucos minutos . Um pequeno detalhe me chamou atenção : desta vez ela estava com o mamilo de um dos seios saltando para fora da apertada blusinha. Fiquei lá, paralisado na calçada e me sentindo o mais exuberante bobo de todos os bobos do mundo por alguns segundos. Subitamente me alegrei quando lembrei : "Pelo menos ela já pagou pela bebida".




Um comentário:

Lu Vaz disse...

Meu amado amigo Tiozão das Batidas: Eu espero que vc crie o hábito de publicar as crônicas do boteco móvel. Pérolas assim são imperdíveis! Mas alguém poderia ter avisado à moça que um de seus mais preciosos atributos afrodisíacos foi escancarado por uma blusinha saliente, né? Ou sua bebida provoca esse tipo de distração? Beijins, meu Tio!




Em Fevereiro de 2011 este site passou por uma reconstrução. Por este motivo muitos posts têm links internos quebrados. Eles serão consertados aos poucos.



Parceiros

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...