Boteco Móvel











Para aumentar o tamanho da fonte tecle ' Ctrl ' e ' + ' juntos






Acompanhe o Boteco Móvel por  email

Coloque o seu endereço de e-mail:

Delivered by FeedBurner







Tiquira - Cachaça de Mandioca









Tiquira
A Tiquira é um destilado feito à partir da mandioca e produzida artesanalmente no estado do Maranhão e em menor escala no Piauí e na Bahia. De graduação alcoólica altíssima, de 36 a 54 º GL, é a prima pobre da cachaça, historicamente discriminada por ter sido consumida pelos escravos e classes mais pobres do Maranhão. Enquanto a cachaça, produzida da cana-de-açúcar ( de origem estrangeira ), aparece fartamente em vários documentos históricos do Maranhão desde a primeira década de 1800, a Tiquira ( feita à partir da raiz tipicamente brasileira ) começa à aparecer em alguns registros , timidamente, só em 1885. No entanto, nos últimos anos ela vem sendo divulgada e promovida por órgãos governamentais do Maranhão como um símbolo regional.

Na língua Tupi, Tiquira quer dizer "líquido que goteja, que pinga (do alambique)". Entretanto , apesar da origem do nome, é falso afirmar que essa aguardente é uma herança indígena pois a tecnologia da destilação só chegou ao Brasil com a colonização. Muito mal documentada, é impossível precisar a sua origem, mas provavelmente a Tiquira foi fruto da junção do Cauim* com essa nova tecnologia. E muitos dizem que foram os escravos os primeiros a produzi-la.

A Tiquira é incolor mas pode ter a coloração lilás quando juntam-se folhas de tangerina durante a etapa da destilação, o que é o mais comum.

O levantamento mais recente do IBGE (1996) indica uma produção em torno de 580 t/ ano dessa aguardente, equivalente a 640 mil litros e a uma movimentação financeira anual, aproximadamente, de R$ 500.000,00 em todo o estado do Maranhão. Portanto, em média, cada litro da Tiquira rendia ao produtor apenas R$ 0,78; muito pouco para um produto cujo o processo de fabricação é longo e complexo, totalmente artesanal e de pequena produção. Essa realidade começou a mudar no ano de 2005 com a ajuda do SEBRAE que organizou 15 pequenos produtores que, juntos, qualificaram o produto e atualmente comercializam a aguardente com a marca Tiquira em embalagens de 750, 275 e 50 ml. e com graduação alcoólica de 45 º GL.



“A sua tentação não era .... a cerveja, nem o conhaque ....: era a aguardente nacional, o parati indígena, a cachaça cabocla, a tiquira maranhense” (Humberto de Campos, Memórias Inacabadas, pp. 46-47).



*Cauim=Espécie de bebida preparada com a mandioca cozida e fermentada. [Preparavam-na primitivamente os indígenas com caju ou com outras frutas, ou, ainda, com milho e mandioca mastigados.]


UP-DATE

Cometi uma gafe imperdoável. E só percebi quando estava fazendo a pesquisa para o Dicionário de Bebidas Alcoólicas. A Tiquira não pode ser considerada uma cachaça. Cachaça é uma denominação exclusiva da aguardente da cana-de-açúcar. Então a Tiquira deve ser classificada apenas como aguardente. Aff ! nunca mais faço postagens enquanto birito.





2 comentários:

Talita Morena Roots disse...

54% de teor alcoólico!!!

Éssa é da booooa!!!
Manda pra ka que eu querooo!!!


Beijoooooooo!

Paz e Amor!!!

Camila Mariusso disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

mais q blz xD


________________________


Aproveitando pra divulgar meu video

Para toda ação... uma reação
http://www.youtube.com/watch?v=UPlfxvf0-B4&feature=channel_page

Assistam e comentem pliz ;)




Em Fevereiro de 2011 este site passou por uma reconstrução. Por este motivo muitos posts têm links internos quebrados. Eles serão consertados aos poucos.



Parceiros

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...